O FUTURO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

O FUTURO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

A era das carruagens não acabou porque os cavalos foram extintos do planeta. E sim porque houve uma disrupção no transporte causada pelo motor a combustão, que logo revolucionou a indústria automotiva e deixou o antigo mercado de carruagens obsoleto.

A era dos carros a combustão também chegará ao fim logo. Isso não acontecerá porque os carros a combustão serão extintos ou porque as reservas de petróleo no mundo acabarão. Ocorrerá porque os veículos elétricos ganharão uma competitividade muito grande de mercado, acabando com a indústria automotiva como conhecemos hoje.

A Toyota, maior montadora automotiva do mundo, fechou um acordo com a empresa Build Your Dreams (BYD), uma gigante chinesa do setor energético. A BYD é a maior fabricante do mundo de veículos elétricos, a segunda maior fornecedora de componentes para smartphones e líder mundial de sistemas de armazenamento de energia. Estando presente em mais de 50 países, inclusive no Brasil.

Essa parceria de gigantes mostra a preocupação das montadoras automotivas em adequar-se ao novo segmento de mercado que cresce a cada dia, o dos veículos elétricos.

A Ford, já deu seus passos no segmento comprando a startup Rivian. Honda e GM se aproximaram para desenvolvimento de carros autônomos. A alemã Daimler, dona da Mercedes-Benz, foi pioneira dentre as montadoras tradicionais a investir neste novo segmento, comprando uma participação de 10% da americana Tesla, também fabricante de veículos elétricos. A parceria entre as duas acabou em 2014, mas pode voltar a acontecer num futuro próximo.

Segundo pesquisa do Boston Consulting Group (BCG) a produção de carros elétricos deve gerar pelo menos 115 mil empregos, apenas nos Estados Unidos.

A Tesla diz que vai colocar carros autônomos nas cidades ainda neste ano de 2019. Segundo a empresa os carros serão capazes de “dirigir” nas ruas da cidade.

A Mercedes-Benz trará para o Brasil, já no ano de 2020 o seu modelo de carro elétrico. Será um SUV movido 100% a eletricidade. Na Europa, as vendas começam em agosto de 2019. O carro é movido por dois motores elétricos e tem uma potência de 408 cavalos.

Todo esse cenário, mostra que as montadoras tradicionais estão em uma corrida para não serem esquecidas pela disrupção que está sendo causada pelo novo mercado de tecnologia.

A primeira onda de mudanças já está em andamento com a geração de energia solar e eólica distribuída. O que proporciona uma liberdade inimaginável há alguns anos pelos consumidores. Isso unido aos carros elétricos e autônomos que estão sendo cada dia mais popularizados em todas as partes do mundo criará uma mudança radical no setor energético e na indústria automotiva atual.

Os computadores, celulares e a internet, surgiram como empresas diferentes e depois de um tempo convergiram para formar uma enorme infraestrutura de computação móvel. Assim também acontecerá com a energia solar, os veículos elétricos e os veículos autônomos. As tecnologias vão atuar juntamente e causar um efeito que responderá por uma mudança muito agressiva no modelo atual.

Você está pronto para essa mudança? Ou vai continuar andando a cavalo em tempos de energia limpa e barata e carros elétricos e autônomos?

Dê o primeiro passo em relação a essa mudança instalando o seu sistema de geração solar fotovoltaico. Entre em contato conosco e faça seu orçamento.

Leia também:

2 comentários em “O FUTURO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA”

Deixe um comentário