Como podemos ajudar no futuro da Energia Solar

Como podemos ajudar no futuro da Energia Solar

Muitas pessoas ouviram falar sobre a mudança nas regras de Geração Distribuída pela ANEEL e nós da Eng&Tech Automação e Energia produzimos uma série de artigos para te ajudar a entender como isso pode prejudicar o futuro da energia solar no Brasil. Veja esse artigo para entender o que a ANEEL está propondo e também esse artigo para compreender qual será o impacto no tempo de retorno de investimento em energia solar fotovoltaica depois da aprovação da mudança.

No dia de hoje, 17/10/2019 a ANEEL abriu uma consulta pública que vai até o dia 30/11/2019, para discutir os efeitos das modificações propostas para a Resolução Normativa 482/2012. É de suma importância nossa opinião para que possamos construir juntos um futuro mais promissor para o setor. No vídeo abaixo, estou mostrando como podemos enviar nossa opinião de como deve ser o futuro da energia no Brasil.

O e-mail para envio das sugestões é: cp025_2019@aneel.gov.br

Basta enviar um e-mail para o endereço acima com as sugestões de como deve ser o futuro da energia na sua opinião. A transcrição da mensagem pessoal que eu enviei pode ser vista abaixo:

Como consumidor do Rio Grande do Sul, da concessionária RGE, minhas sugestões de alteração na RN 482 são as seguintes:

– Novas formas de associações de moradores para produção de energia solar em conjunto;
– Venda dos créditos excedentes para a concessionária (trocando por dinheiro ao invés de créditos de energia);
– Compensação dos créditos gerados em outros estados;
– Apoio e fomento à produção em grande escala da Geração Distribuída, favorecendo a comercialização da energia excedente entre vizinhos, possibilitando renda extra e economia para muitas famílias, contribuindo com o aquecimento da economia e com a geração de emprego e renda;

  – Isenção dos tributos e encargos sobre todos os consumidores de energia elétrica.

Tenho plena consciência que o setor de energia solar pode trazer uma qualidade de vida melhor para milhares de brasileiros, seja por uma renda extra, uma economia de energia, um futuro melhor para nossos filhos e netos ou mesmo permitindo o acesso a eletricidade em locais onde as redes de transmissão não chegam. E por isso, acredito que as medidas restritivas não devem ser aplicadas e além disso mais isenções e incentivos devem ser dados ao setor, permitindo que o Brasil aproveite todo o seu potencial solar se torne referência na boa gestão da energia. E porque não, futuramente, nos tornarmos grandes exportadores de energia.

Você também pode acompanhar o manifesto de outras organizações em prol da Energia no nosso futuro antes de enviar a sua colaboração:

O que é simultaneidade? Resolução Normativa 482 da ANEEL. Fonte: Alsol.
Como a revisão na REN 482 pode impulsionar a geração distribuída no Brasil. Fonte: Alsol.

Deixe um comentário